"Se Abrindo Pra Vida" novo livro de Zibia Gasparetto - Sessão Literatura



Se Abrindo Pra Vida,

de Zibia Gasparetto




Trecho do livro:

– Desde que começamos a conversar, você só se queixou. Acha que isso vai resolver problemas?




– O que acha que posso fazer se tudo dá errado?



– Poderia tentar fazer alguma coisa melhor.



Jacira meneou a cabeça negativamente:



– Acha que gosto de me queixar? Que faço isso por esporte?Ainda não entendeu que sou uma pessoa sem sorte para quem tudo dá errado?



– Isso não é verdade. Você é quem procura o lado pior. É bom saber que as palavras têm força. Você está mergulhada na queixa e não percebe as oportunidades boas que a vida lhe dá.



– Eu nunca tive uma boa oportunidade. Só me acontecem coisas ruins. Sem dinheiro, sem amor, só faço obedecer. Em casa aos meus pais, no trabalho aos meus chefes.



– E quando é que você faz alguma coisa que lhe traz alegria?



Ela sentia que estava no limite de suas forças e precisava esforçar-se para não reagir e gritar toda sua raiva. Por que ela precisava pensar em tudo dentro de casa? Por que o pai, que ficava o dia inteiro sem fazer nada, não podia levantar ou ir buscar pão? Por que sua mãe, que não tinha nenhuma doença, não levava a louça do jantar e deixava tudo para ela?



Revoltada, Jacira revirou-se na cama e desejou sumir, ir para longe, como fizeram os irmãos. Apesar desse desejo acariciado havia tanto tempo, no fundo ela sabia que nunca teria coragem de abandonar os pais. O que seria deles se ela fosse embora? Morreriam de fome, com certeza.



– Eu me sacrifico pelos meus pais e eles nunca e agradecem, só criticam. Minha mãe diz que e sou feia, quando me arrumo um pouco melhor, que pareço uma prostituta. Eles são ingratos, não reconhecem meu esforço. Isso me entristece muito. Às vezes tenho vontade de sumir, ir para longe. Mas falta coragem.



– Se eles a tratam dessa forma, a culpa é sua, não deles.



Jacira olhou-a admirada:



– Minha? Eu faço tudo para eles e a culpa é minha?



– Você não sabe se colocar. Se faz tudo que eles querem como é que eles vão saber até onde podem ir? Você não coloca limites e eles acham que podem abusar.



– Devo esclarecer que eu já tive um ateliê antes, mas fracassei porque não sou boa nas contas. Freguesas nunca faltaram, mas eu não avaliava bem o trabalho, tinha vergonha de cobrar e fazia tudo barato.



– Se você pretende abrir novamente seu negócio, o primeiro passo é valorizar seu trabalho. Quando você não valoriza adequadamente o que faz, acaba cortando seu sucesso. Para progredir terá de colocar um preço justo, onde você possa ter dinheiro suficiente para manter uma vida confortável, com tudo o que tem direito.



As duas olharam admiradas, e Margarida argumentou:



– Eu sinto que fracassei por não saber lidar com dinheiro. Meu pai, quando eu era criança, dizia que o dinheiro é perigoso porque abre a porta de todas as tentações. Eu tinha medo de que as clientes me julgassem uma mercenária. Queria provar que eu era uma boa pessoa e não ligava para dinheiro.



– O dinheiro não é culpado pelo mau uso que alguns fazem dele. Quando bem utilizado pode proporcionar coisas muito boas. É o caso das grandes fortunas que se interessam em contribuir para a melhora da sociedade, auxiliando nas pesquisas que aliviam o sofrimento humano, dando oportunidade de emprego para as pessoas, possibilitando as grandes conquistas de progresso.



Eles subiram e Jacira acompanhou-os com o olhar. Ela também gostaria de encontrar um amor. Desejava sentir essa emoção maravilhosa que causa tanto prazer. Seu relacionamento com Nelson não lhe proporcionara esse sentimento.



Reconhecia que seu aparecimento servira apenas para que ela descobrisse que poderia encontrar alguém que a amasse de verdade, Estava com quarenta e três anos e nunca havia amado. Intimamente se perguntava se aconteceria um dia.



"Durante anos vivi me recriminando até que com a ajuda de dedicados amigos espirituais descobri que, mesmo que eu tivesse feito o que John queria, não teria podido evitar certos fatos, que tiveram origem em nosso passado. Senti que enquanto não fizesse alguma coisa por mim e procurasse melhorar, não poderia ajudar o que eu amava.

...

Zíbia Gasparetto é uma escritora espiritualista brasileira que se notabilizou como médium;

Obras publicadas

1960 - O Amor Venceu - o amor verdadeiro supera todos os desafios.


1968 - O Morro das Ilusões - a vida valoriza a verdade, destruindo as ilusões.

1969 - Bate-papo com o Além - crônicas pelo espírito de Silveira Sampaio.

1974 - Entre o Amor e a Guerra - o amor entre um soldado francês e uma alemã durante a Segunda Guerra Mundial.

1984 - O Matuto - um caipira analfabeto herda uma fortuna e vence todos os que pretendiam ludibriá-lo.

1985 - Esmeralda - uma deslumbrante cigana aprende a amar.

1985 - O Mundo em que eu vivo - o espírito de Silveira Sampaio relata a vida em outras dimensões.

1986 - Pedaços do Cotidiano - contos ditados por vários espíritos.

1986 - Laços Eternos - uma história de amor, ciúme e redenção.

1988 - O Fio do Destino - o espírito de Lucius relata as suas vidas passadas.

1988 - Voltas que a Vida dá - contos ditados por vários autores.

1989 - Espinhos do Tempo - uma fazenda, um fazendeiro cruel, uma mulher apaixonada pelo cunhado.

1992 - Quando a Vida Escolhe - mostrando que a vida tem o poder de escolher o que é melhor para cada um.

1993 - Somos todos inocentes - a história de um rapaz preso por um crime que não cometeu.

1995 - Pelas portas do coração - Juliana ensina-nos a sermos responsáveis pela própria vida.

1996 - A Verdade de cada um - mostra o quanto se erra quando se pretende julgar os outros.

1996 - Sem medo de viver - uma lição de vida, inspirando-nos a vontade de viver melhor.

1997 - Conversando Contigo! - coletânea de crônicas publicadas na revista Contigo!, é o único livro de autoria da própria Zíbia.

1997 - Pare de Sofrer - o espírito de Silveira Sampaio ensina a evoluirmos pela inteligência, com menos sofrimento.

1998 - O advogado de Deus - a advocacia pode ser exercida com justiça e dignidade.

1999 - Quando chega a hora - a amizade e o companheirismo de três crianças.

2000 - Ninguém é de ninguém - ensina a superar os desacertos do ciúme.

2001 - Quando é preciso voltar - fugir dos problemas apenas transfere o momento de enfrentá-los.

2002 - Tudo tem seu Preço - cada um poderá obter o que quiser, se pagar o preço.

2003 - Tudo Valeu a Pena - quando de vencem os desafios, descobre-se que tudo aconteceu para o melhor.

2004 - Um Amor de Verdade - quando, mesmo amando, cada um continua sendo si mesmo.

2005 - Nada é por acaso - Uma mãe estéril, um menino indesejado, uma ligação de puro e profundo amor.

2006 - O Amanhã a Deus Pertence - Marcelo acreditava amar mas descobriu que apego não é amor.

2007 - O Repórter do Outro Mundo - O espírito de Silveira Sampaio traz surpreendentes e divertidas notícias do mundo espiritual.

2007 - Onde Esta Teresa? - Teresa saiu para viajar com sua amiga e nunca chegou ao seu destino. O que teria acontecido? A vida interfere a favor das relações familiares.

2008 - Vencendo o passado - Ensina como questões negativas do passado pode contribuir em termos de experiência. Mas para isso, é preciso vencer o que ele produz de negativo.

2008 - Eles Continuam entre Nós - Relatos de pessoas comuns, que tiveram alguma experiencia sobrenatural - cartas enviadas a radio mundial, e editadas e transformadas em um livro

2009 - Se Abrindo Para a Vida - Narra a vida de Jacira, uma mulher que entrestecida e anulada de suas proprias vontades, descobre no amor próprio a chave para a superação.



1 comentários:

Abdoul Hakime Goul Djounoubi عبد الحكيم گل جنوبی disse...

Olha, confesso que não sou muito fã de Madame Zíbia, mas o teu blogue é muito arrojado, dinâmico. Me pareces ser uma guria inteligente!
Parabéns!
Sobre o novo Orkut, infelizmente eu já tenho, senão com certeza me inscrevia na tua promoção. Obrigado pela visita, amiga, e por seguir-me. Espero que nunca eu te decepcione. Um beijo no teu coração.

Postar um comentário

Antes de comentar, leia os termos de uso.

Não aprovamos os comentários:

1. não relacionados ao tema do post;
2. com pedidos de parceria;
3. com propagandas (spam);
4. com palavrões ou ofensas a pessoas e marcas;

#ZICAZERO