Conheça o Icebar: um bar todo feito de gelo


Até o balcão e os copos são feitos de gelo.

Para contrastar, as bebidas servidas são bem coloridas.



Para visitar o bar em Tóquio, dificilmente a gente tem uma roupa adequada. Mas não precisa se preocupar. Logo na entrada, recebe o traje oficial: roupa para entrar numa fria. Casaco bem grosso e de material que isola o frio. Luvas e botas de neve. É como entrar num iglu, ou então, dentro de um cubo de gelo. Se os esquimós têm bar, deve ser assim.

A decoração é feita de esculturas de gelo. As rachaduras nos blocos formam desenhos como se fossem obras de arte esculpidas pelo acaso durante o congelamento da água. Até o balcão e os copos são feitos de gelo. Para contrastar, as bebidas servidas ali são bem coloridas.

Conforme a gente vai bebendo, o copo vai derretendo e deixando sempre a bebida na temperatura ideal. Outra vantagem é que não precisa lavar o copo depois. Ele é 100% descartável.

Aos poucos, o gelo se desmancha. Por isso, o bar inteiro precisa ser refeito a cada seis meses. Inclusive os móveis, as mesas, os bancos. O bar tem bancos feitos, naturalmente, de gelo. São cobertos por peles que não servem para muita coisa, porque o banco é muito gelado. O bar faz parte de uma rede de hotéis, que já brilharam no cinema. No filme 007, Um Novo Dia Para Morrer, o agente James Bond se diverte no bar do hotel e, depois, claro põe tudo abaixo.

O gelo vem de longe, da Suécia, onde existe uma fábrica que produz paredes, móveis e também os copos. Tudo retirado das geleiras do país, ou seja, o bar é esculpido na Suécia, desmontado, enviado para o Japão e montado de novo.

Já imaginou trabalhar aqui? A atendente do bar diz que os funcionários tem que se revezar. Ficam no máximo uma hora, senão as pontas dos dedos dos pés congelam.

E tem muita gente que gosta de encarar essa fria. Afinal, como diz a japonesa, “é muito diferente e legal, apesar de estar sentindo um frio danado". O gerente explica que os clientes ficam em média meia hora. "O recorde foi de um homem que ficou quatro horas, mas ele entrava e saia o tempo todo".










Fonte:






1 comentários:

luiz scalercio disse...

nossa sou louco pra conhecer,
um lugar desse eu acho de mas.
comente no blog
www.analucianicolau.adv.br
sem calote por favor.

Postar um comentário

Antes de comentar, leia os termos de uso.

Não aprovamos os comentários:

1. não relacionados ao tema do post;
2. com pedidos de parceria;
3. com propagandas (spam);
4. com palavrões ou ofensas a pessoas e marcas;

#ZICAZERO